sábado, 7 de fevereiro de 2015

Quando a diversão acaba. E alguns não assumem suas responsabilidades...

Quando tópicos diversos aos mundos de RPG forçam a entrada por causa de agenda de alguns (Sim isso mesmo...) e não por absorção natural de novidades ou fatos da realidade, ai você fica preocupado. Para que isso?
É normal, e esperado, que as pessoas levem seus gostos, hábitos, etc, eles mesmos ué, para as mesas de jogos. Mas se isso incomoda o grupo e causa problemas ao grupo, ou a uma pessoa ostracizada (ou coisa diversa). Isso é de responsabilidade dessas pessoas resolverem. Alguns livros de rpg trazem as ressalvas e os avisos como proceder na medida do possível essas dinâmicas de grupo. Inclusive vistos em manuais de eventos, e organizações de rede de jogos, como há (ou houve) em Pathfinder, rpga, até as antigas redes de live de vampiro (pode vasculhar e vc encontrará esses manuais gratuitos para jogos 'de rede', ring, live, events, etc...).
Há procedimentos comuns, como advertências verbais, conversas em separados sobre a condutas erradas e a retomada de atitudes positivas, a cada ethos de cada jogo e como seus organizadores o conduzem. E sempre há, o que para lojistas e vendedores diversos é o pior, a remoção do individuo problemático. Sim expulsão mesmo. É como diz o velho conselho geral desses livros, manuais, eventos etc. apartai. Isso é rpg, não clube de auto-ajuda, psicologo, ou mesmo aparato policial para lidar com isso. Se for necessário aconselha-se sim contratar um advogado ou chamar a policia (como um famigerado ato que aconteceu em evento da rpga em Nova york - o único ato infame registrado, espero que continue o único nesses novos eventos mundo afora).

Normal por o papo em dia. Agora a uma linha clara que não se deve ultrapassar. E é de responsabilidade de todos, e seus organizadores que se põem em responsabilidades maiores, não ultrapassar.

A liberdade da minoria Ultima, o individuo. Ai daqueles que a f*$@%@! O mundo moderno é cheio de mecanismos para lidar com isso. Respeito e Responsabilidade é tudo. Rpgistas não precisam de AGENDA de subsubsubcelebridades para lidarem com isso. Assuma-na sejam morais e não relativistas quanto a isso para não precisarem de babás para lho disserem o que pensar [ou vc acabará em uma Agenda que não é sua e de seus costumes].
Imaginem que horror todos serem obrigados a jogar a um só sistema e a um só cenário, e a interpretarem um só personagem concordante com a Agenda... O mundo real já está cheio de mimimi multiculturalista e politicamente correto para isso. Cadê sua liberdade de fazer o que vc quer no rpg? Não se deixe apanhar! Sejam Diferentes! Sim diferentes (e apresentem-me novidades desse mundão estranho e diversificado do rpg! xD )