domingo, 28 de dezembro de 2014

Uma ano novo com FATE ou não?

Cá vou dar um pitaco, nada como umas provocaçõezinhas kkkk

Olhei e pesquisei umas coisinha sobre FATE


Ele parece ser um sistema rápido, e parece-me mais ainda um sistema muito leve [Em termos de mecânica do sistema]. Extremamente leve quanto a essa pegada de regras, um ótimo mecanismo para que busca uma estrutura assim, rápida e leve. O aprofundamento se deve ao background, história e cenário. Como esperado em sistemas desse estilo, e ao caso do FATE ele é genérico. Nisto para quem mestra pulando de estilos de cenário é mão na massa.
A dez dia de seu prazo final para financiamento, é uma boa oportunidade para quem quer novos ares de estilo em português [Quem sabe inglese se vira. xD ]. Nisto ele tem de tudo para estar junto com outros sistemas ótimos para iniciar em rpg, e para o pessoal mais narrativista que não se importa com mecânicas de sistema. Creio que ajudaria muito aqueles que gostam de fazer one shoots em eventos.

Sobre o financiamento há algumas coisas interessantes, que faz coçar o bolso para 'colecionadores' em geral, destaco:

Bandeja de dados -


E a torre de dados - [Qual acredito que deve fazer um estardalhaço só quando se jogarem os dados! Imagino mais com um grupo naturalmente barulhento]


Os complicadores [Que podem ser contornados facilmente], são os dados específicos, e a "generalidade geral dos sistemas genéricos". Sem um suporte de um cenário pode afastar os novatos desavisados.

 http://www.catarse.me/pt/fate


Dos idos de cá, vou enveredar em outros planos, talvez pelos acréscimos até invista no FATE (talvez). O prazo continua a correr...



quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

D&D Basic 5th em Português.

Para os que ainda não acompanharam as ultimas noticias: saiu a tradução feita por alguns membros do grupo D&D Next no facebook, do D&D Basic 5º edição.
Cá volto para as especulações...

As paginas 101, 102, 103 estão fora do lugar [pelo que lembro] mas estão lá.

LINK DO DOWNLOAD DO PDF NO GRUPO DO FACEBOOK

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

D&D 5th: Sai o livreto do Mestre do Basic Rules




Saiu o livreto do Mestre do Basic Rule, contendo junto alguns monstros e já uma promessa de atualização [adição creio, pelo que está sendo] em breve do mesmo, bem como o do player - que recebeu sua versão 2 com pequena adição.
http://dnd.wizards.com/articles/features/basicrules?x=dnd/basicrules
Dentre outras noticias saíram os coordenadores Regionais para a Adventurers League, bem como o chamamento de escritores de aventuras [Parece sim que estão reerguendo algumas coisas da rpga de outrora]
http://dndadventurersleague.org/

O pessoal tá motivado e traduziram o guia para a campanha oficial da Adventurers League
D&D5 - Players guide season 1 PT-BR.pdf

quinta-feira, 3 de julho de 2014

sábado, 21 de junho de 2014

Sobre a nova edição do D&D, o Quinta! Entendimentos locais...




Pessoalmente, gostei do novo rumo da Arte pelo que o 5th tem se mostrado [se vais se tornar algo bom, são outras... Copiar e colar arte da edição passada? espero que não].. Disso espero que venham uma boa apresentação de "mundos", que cenários irão apresentar além do FR? [ou focarão nisso ao estilo "essential"?].
Começou as batalhas de edições na internerd [kkkkk], esperando que alguns rumores não se concretize...
Mas por essas bandas o Old Dragon e Savage World continuarão sendo meu foco. Esperando tempo para mais testes e experimentos locais..

Compartilhando de alguns pensamentos, se for mais do mesmo .., cá não vai sair dimdim para 5th...
Depois de uma tralheira de livros que a 3,5 e 4th vieram a deixar, tem muita coisa empoeirando por essas bandas para se pensar em comprar mais livros para ser encostados...
Para os novatos creio que seja  uma das opções [não no prazo de 3 anos em português... especulo] de formar uma coleçãozinha.. E aconselho mercado nacional com livros e bom jogos já disponíveis..
Por cá já esperando o mimimi dos 3ed-fãs mundo internerdico afora... [os 4th tão caladinhos... ]

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Tsubasa Chronicles [Ou de como arranjar um cenário compatível a One-shot]


Quem assistiu ao desenho, sabe como se dá as coisas. Mas cá vai uma versão simplificada: Cada personagem tem um objetivo [Onde já viram isso?], há uma história e plano de fundo elaborado [ou mesmo complexo se especular...todavia...] que fora desenvolvida nos primeiros capítulos [Prelúdio e história dos personagens acerca dos objetivos]. Mas cada local em que devem buscar seus objetivos tem regras e "objetivos próprios", com uma grande ressalva da maga [Mestre/Narradora ? :D ] : que "verão as mesmas pessoas que conhecem mas são outras coisas"...

Olha as ideias [talvez não tão bem transcritas, mas...].
Um perfeito cenário para aventuras one-shot [como chamam], bem como histórias desconexas que são interligada por esse pano de fundo mistico e objetivado por cada personagem. Estão no passado, no futuro, no futuro mágico, num mundo destruído, num japão comum, etc... Toda a gama de Npcs são os mesmos e mesmo assim não os são [uma mão na roda para narradores/mestres que queiram economizar ideias kkkkk].

Bom, o ponto de ligação se dá com o encontrar das penas [Tsubasas], que dá flashbacks da memória de uma das personagens [que se comporta como um novato que não sabe jogar e é auxiliada pelos outros jogadores e narrador. O que dá grande margem para side-quests.] . Que acabam dando um ponto de ligação para cada "cenário" em que se encontre. E como se dá no final dos episódios, também lembra o sistema de experiência, em que os personagens tem "novas" lembranças e "novos" entendimentos sobre sua situação [ou habilidades...].

Porque aplicar todas as regras de uma vez aos novatos? [isso é um alternativa para quem necessite... não cogito praticas de "veteranices" ueheuheueheueh]. Há a possibilidade de que se use "um episodio" para demonstra-lo e a aplicação de "novas lembranças sobre suas capacidades"...
De forma geral é uma maneira de lidar com One-shots, jogos intercalados, aproveitar testes sobre regras, e explicação sobre novas regras ou aplicação de habilidades. 

Uma ideia e tanto... Se bem que estou acompanhando o No Game No Life, e o Fairy Tail kkkkk [e seus outros modos de encarar as coisas]..

Segundo a ENWorld RPG as capas do D&D 5th sairam na Amazon.

http://www.enworld.org/forum/content.php?1631-Dungeons-Dragons-Starter-Set-Fantasy-Roleplaying-Fundamentals-%28D-D-Boxed-Game%29-Hits-Amazon%21


E sim, parece que o a arte oficial 4th foi superado [ainda bem quanto a isso]! 15 de Julho é a data provável de lançamento [Pelo menos do kit inicial - o starter]. E agosto os primeiros manuais básicos [o livro do jogador no caso]. E lá pelas tantas o "Retorno de Tiamat" [The Rise of Tiamat Adventure - October 21st].


É isso ai! Que o Caos comece! 



quarta-feira, 30 de abril de 2014

No Game No Life - Uma Lição para Jogadores de Rpg (e outros...) [Spoilers]



Uma coisa interessante esse desenho [morram puristas kkkkk], são os valores ensinados e a serem entendidos. Além da clássica determinação e esforços orientais [é... alguns puristas sentirão raiva, como certo autor oriental que rejeita coisas fantasiosas - mas psicodélicas não, vai entender kkkkk]...
Valores como se comportar durante o jogo, e as coisas e sentimentos que envolve todos os seres humanos [imanity ... hehehe] e suas fraquezas (principalmente), bem como o mundo a ser buscado [Especulação...].


Seu personagens:
Sora - 'o irmão'

Shiro - 'a irmã'


Stephanie - 'a herdeira'


Tet -'O deus "insano" e enigmático' [Chamado de deus verdadeiro no mundo dele...]

Uma coletânea de cenários e panos de fundos impressionantes [a história é legal, e principal ponto de interesse desse post, mas olha os exemplos a seguir]:










Determinação, Diversão, Estratégia, Trabalho em equipe [dupla kkkkk], "não salvar a humanidade"... kkkkk, e o principal: Objetivos 'Humildes'! HEUHEueHUEHEUEHUEHUEHE
No Game No Life







domingo, 27 de abril de 2014

Esboços de um Cenário Old Dragon usando as premissas de WOD requiem [Considerações finais e mapa "adicional"]

Quinta parte do esboço de um cenário de Old Dragon - Wod Requiem.
Domínios do Interior - Oeste e Norte na ficção apresentada.

Usando a teoria [regras alternativas para cenários...] do livro Damnation City - 'VtR', no caso um misto entre "Baronato", "Primazia"...
Esboço do Mapa do Território [Domínios ao Oeste e Norte da Orbis] :


Considerações: Os Domínios podem ser formados por mais de uma cidade ou mesmo ser citado por outra cidade que faça parte dele. Os domínios incluem a população para que comportem um vampiro - isto é, nem todas as cidades e lugarejos foram "escolhido", não que não possam ser usados em suas histórias ou modificações. O "controle" de um vampiro sobre quaisquer domínios, são pontos fortes para a sobrevivência do vampiro na localidade, não tendo muitas vezes nada a ver com controle do povo ou jurisdição administrativa real ou com "Seu Zé da padaria". Outras criaturas sobrenaturais usam outros critérios [ou 'insanidades' do narrador] que não se mesclam ao habitat de um vampiro, claro que esses locais podem ser ameaçados e dar margens a muitas histórias [diferente da mentalidade técnica utilizada em vampiro a máscara e regras e premissas daquele cenário, embora em alguns pontos possam orbitar em similaridades]. Dica para narração, zumbis e outros mortos vivos consumidores de humanos são ameaças diretas a esses vampiros e a "máscara" e podem atrair obviamente Caçadores e outros tipos de curiosos e interessados letais a esses movimentos. A Praxis e influência dependem muito da história e costumes locais dos vampiros [e jogadores em mesa também kkkkk].
As pontuações se referem as regras de Primazia ou outro controle tático para definir a Praxis [O "Principado" e medida de poder]. Os baronatos [Domínios] referem-se a população de vampiro e áreas de alimentação. Os Suseranos definem suas lealdades e seus vassalos controlando esses 'domínios'.

sábado, 26 de abril de 2014

Esboços de um Cenário Old Dragon usando as premissas de WOD requiem [Parte Final]

Quarta parte do esboço de um cenário de Old Dragon - Wod Requiem.
Sertão Baiano circunvizinho de Sergipe na ficção apresentada.

Usando a teoria [regras alternativas para cenários...] do livro Damnation City - 'VtR', no caso um misto entre "Baronato", "Primazia"...
Esboço do Mapa do Território [Territórios da Horda, exteriores a Orbis - as vastidões do sertão] :


quinta-feira, 24 de abril de 2014

Esboços de um Cenário Old Dragon usando as premissas de WOD requiem [Terceira Parte]

Terceira parte do esboço de um cenário de Old Dragon - Wod Requiem.
Aracaju [Sergipe-Brasil] na ficção apresentada.

Usando a teoria [regras alternativas para cenários...] do livro Damnation City - 'VtR', no caso um misto entre "Baronato", "Primazia"...
Esboço do Mapa do Território [Parte Sul e Domínios ao sul da Orbis] :



Tempo Perdido e esquecimento. Uma falha de jogadores em rpg... [Especulações]


Jogadores de RPG [em sua grande parte] e seus narradores [também] esquecem que a história e feitos de seus jogos são relacionados a certos momentos de seus jogos e no momento especifico em que se deram.
Alguns já se pegaram falando sobre fatos estranhos para outros como realidades concretas, [eu me incluo] mas se esquecem que isso se deu em seu estreito lapso temporal com sua mesa de jogo [elas não existem no mundo real e muito menos como referencia ou fato notado para terceiros ou mesmo observadores]. É uma coisa triste esse esquecimento generalizado [para a pessoa é claro], nisto penso que muitos matérias são perdidos assim e ficam irrecuperáveis [perdidos mesmo...].
Por essas bandas de cá, jogadores de forma generalizada não escreve, não fazem notas, alguns nem fazem as fichas [é vcs mesmos , aos quais não vou dizer nome...] ... Como querem que seus "feitos" e "atos" sejam lembrados. De forma próxima sinto frustração quanto a isso [Considerações de 'mestragem' quanto a isso não estão incluídas nesse texto]. Mas vejo com certa estranheza certos "se gabar" sobre algo que não existe - isso claro difere de relatar seus 'contos e feitos'.
Disso conclamo a vocês, principalmente jogadores - nisto para vocês mesmos ou até uma coletividade, que façam seus "prelúdios" e "históricos" seus registros [há "blogs" gratuitos em tudo que é lugar] e relatem na história registrada seus pontos de vista  [de seus personagens...]. Pois do contrario só é esquecimento, considere isso no decorrer do tempo para um jogador de rpg e como é terrível, um jogador de video game sempre poderá rever seu titulo de jogo no decorrer do tempo pois ele está lá armazenado, um jogador de rpg de mesa não tem esse luxo [embora a tecnologia atual facilite muito, com videos, tablets, etc].


E por cá, por essa jurisdição, não me venham jogadores dos anos 90 cobrar "status quo" de algo que sequer fora registrado. Registros anteriores a 2010 estão perdidos lá [voltem no tempo kkkkk].


sexta-feira, 11 de abril de 2014

Esboços de um Cenário Old Dragon usando as premissas de WOD requiem [Segunda Parte]

Segunda parte do esboço de um cenário de Old Dragon - Wod Requiem. A propósito, é sobre Aracaju [Sergipe-Brasil] na ficção apresentada.

Usando a teoria [regras alternativas para cenários...] do livro Damnation City - 'VtR', no caso um misto entre "Baronato", "Primazia"...
Esboço do Mapa do Território [Parte Central] :



quinta-feira, 10 de abril de 2014

Veículos - Aeronaves [Primeiros ajustes] . Vampiro Old Dragon.

Veículos [Atualizados para 2014. Aeronaves]

Manobrabilidade: Para JP ou outros testes.

RD: Redução de Dano.

Custo: valorado de 1 a 5. 1 o mais barato, e 5 dos mais caros no cenário em questão. Não inclui valores do mercado negro ou legalidade. Aeronaves tem alto custo [5+] e custo de manutenção e combustível [Estes podem ser ignorados pelo narrador pelo contexto da história ou cenário...]


Aeronaves 

Bell 206L4 (helicóptero)
Tripulação 1. Passageiros 6. Carga(kg) 963. Iniciativa -4.  Manobrabilidade -4. Mov 25. CA 6. RD 5. PVs 28. Tam C. 

Bell Model 412 EPI (helicóptero) 
 
Tripulação 2. Passageiros 12. Carga(kg) 2500 . Iniciativa -4.  Manobrabilidade -4. Mov 20. CA 6. RD 5. PVs 36. Tam C. 

Cessna Skyhawk (monomotor) 

Tripulação 1. Passageiros 3. Carga(kg) 60. Iniciativa -4.  Manobrabilidade -4. Mov 21. CA 6. RD 5. PVs 30. Tam C. 


Learjet Model 85 (jato corporativo) 

Tripulação 2. Passageiros 10. Carga(kg) 250. Iniciativa -4.  Manobrabilidade -4. Mov 110. CA 6. RD 5. PVs 44. Tam C. 













Teoria para um Cenário Old Dragon usando as premissas de WOD requiem [Esboços Old Dragon - Wod]


Bom cá vai meu esboço sobre um cenário de Old Dragon - Wod Requiem. Usando a teoria [regras alternativas para cenários...] do livro Damnation City - 'VtR', no caso um misto entre "Baronato", "Primazia"...
Esboço do Mapa do Território:


terça-feira, 25 de março de 2014

Armamento e Explosivos. Vampiro Old Dragon.

Armas e Equipamentos.
Armas de corpo a corpo estão no manual básico de Old Dragon. Armas Futuristas estão em Space Dragon. Outras fontes de pesquisa
 http://www.systemreferencedocuments.org/resources/systems/pennpaper/modern/smack/weapons.html


Armas de Fogo.

Custo: valorado de 1 a 5. 1 o mais barato, e 5 dos mais caros no cenário em questão. Não inclui valores do mercado negro ou legalidade.

Boca de Fogo: Inimigos a frente [alcance 3m] sofrem 1d4 de dano adicional.

Arma de Pólvora Arcaica: Tem que acender o pavio, ou mecha. Não pode molhar a carga de tiro. Leva 1d12 rodadas de recarga. Chance de explodir de 30% toda vez que disparar.

Arma de Pederneira: Leva 1d12 rodadas de recarga. Não pode molhar a arma. A pederneira desgasta depois de 40 disparos ou 3 falhas criticas [a critério do narrador].

Arma de Espoleta: As precursoras das Cápsulas de Percussão. Leva 1d6 rodadas de recarga, exceto sob montaria, 1d12 rodadas sobre montaria.

Semi-automática: A recarga é feita pelo mecanismo da arma assim que disparar, enquanto houver cartuchos no municiador.

“Automática .45acp”: As Pistolas Automáticas, geralmente de uso restritos as forças policiais e Militares. É uma Pistola com capacidade de tiro automático. Rajada [3 cartuchos]: +1d4 de dano na area do alvo[JP+Des metade do dano]. Descarregar [Todos os cartuchos do Municiador]: +1d8 de dano na area do alvo [JP+Des metade do dano].

Automática: Rajada [3 cartuchos]: +metade do dado de dano na area do alvo[JP+Des metade do dano]. Descarregar [Todos os cartuchos do Municiador]: +Metade do dado de dano na área do alvo (Cone ou arco de tiro) [JP+Des metade do dano].


Modelos Arcaicos/ de Museu/ de Coleção.

Canhão de Mão (1300-1450). 
Iniciativa -2. Dano 1d4+4. Alcance 40/80/160. “Custo” 4. Peso 9 a 13kg. Tam M. Especial: Boca de Fogo. Arma de Pólvora Arcaica.

Pistola (1450-1500).
Iniciativa -1. Dano 1d4+2. Alcance 10/20/40. “Custo” 3. Peso 5kg. Tam M. Especial: Boca de Fogo. Arma de Pólvora Arcaica.

Mosquete/Arcabuz (1450-1500).
Iniciativa 0. Dano 1d4+4. Alcance 40/80/160. “Custo” 4. Peso 15kg. Tam G. Especial: Boca de Fogo. Arma de Pólvora Arcaica.

Pistola (1500-1830). 
Iniciativa +3. Dano 1d6. Alcance 15/30/60. “Custo”  3. Peso 2kg. Tam M. Especial: Arma de pederneira.

Pistola, dois canos (1500-1830). 
Iniciativa +2. Dano 1d6. Alcance 15/30/60. “Custo” 3. Peso 10kg. Tam M. Especial: Arma de pederneira. Tem duas Cargas de disparo.

Mosquete (1500-1830).
Iniciativa +2. Dano 1d6. Alcance 30/60/120. “Custo” 2. Peso 10kg. Tam G. Especial: Arma de pederneira.

Mosquete, 2 canos (1500-1830). 
Iniciativa +2. Dano 1d6. Alcance 30/60/120. “Custo” 3. Peso 10kg. Tam G. Especial: Arma de pederneira. Tem duas Cargas de disparo.

Pistola Pepperbox (~1820) 
Iniciativa +4. Dano 1d6. Alcance 10/20/40. “Custo” 4. Peso 2kg. Tam P~. Especial: Arma de Espoleta. Tem 8 disparos.

Rifle (~1830) 
Iniciativa +5. Dano 1d8. Alcance 50/100/200. “Custo” 2. Peso 4kg. Tam G. Especial: Arma de Espoleta.

Rifle, dois canos (~1830) 
Iniciativa +5. Dano 1d8. Alcance 50/100/200. “Custo” 3. Peso 6kg. Tam G. Especial: Arma de Espoleta. Tem 2 disparos.


Modelos da Atualidade

Revolver Leve (1850+ Samuel Colt) 
Iniciativa +10. Dano 1d6. Alcance 20/40/80. “Custo”  2. Peso 650g. Tam P. Especial/Exemplos: .38 especial. Cartuchos 6.

Revolver Pesado 
Iniciativa +10. Dano 1d8. Alcance 35/70/140. “Custo” 2. Peso 1,3kg. Tam P~. Especial/Exemplos: .44 magnum. Cartuchos 6.

Pistola Leve 
Iniciativa +10. Dano 1d6. Alcance 20/40/80. “Custo” 3. Peso 825g. Tam P. Especial/Exemplos: 9mm. Carregador 17+1. Semi-Automática.

Pistola Pesada 
Iniciativa +10. Dano 1d8. Alcance 30/60/120. “Custo” 3. Peso 975g. Tam P~. Especial/Exemplos: .45 acp. Carregador 15+1. “Automática .45acp”.

Rifle 
Iniciativa +10. Dano 1d12. Alcance 200/400/800. “Custo” 2. Peso 4kg. Tam G. Especial/Exemplos: M-700. Carregador 5+1 (ou outro). Automático.

Submetralhadora Pequena
Iniciativa +10. Dano 1d6. Alcance 25/50/100. “Custo” 3. Peso 2kg. Tam P. Especial/Exemplos: 9mm. Carregador 30+1. Automático.

Submetralhadora Grande 
Iniciativa +10. Dano 1d8. Alcance 50/100/200. “Custo” 3. Peso 3kg. Tam M. Especial/Exemplos: 9mm. Carregador 30+1. Automático. Duas mãos.

Rifle de Assalto
Iniciativa +10. Dano 1d10. Alcance 150/300/600. “Custo” 3. Peso 4kg. Tam M-G. Especial/Exemplos: AR-15. Carregador 42+1. Automático. Duas mãos.

Escopeta 
Iniciativa +10. Dano 1d10. Alcance 20/40/8.0 “Custo” 2. Peso 3kg. Tam M-G. Especial/Exemplos: Boito. Puma. Mossberg. Taurus. Carregador 5+1.


Explosivos.

Por Categorias:
Incendiário 
Dano 1d6. Quantia 1. Área 2. Custo 1. Especial/Exemplos: Coquetel Molotov; Espalha Fogo

Concussão 
Dano 1d10. Quantia 1. Área 3. Custo 3. Especial/Exemplos: Granada de Concussão; Derrubar alvos (JP+mod.destreza para não cair).

Fragmentação 
Dano 1d10. Quantia 1. Área 3. Custo 3. Especial/Exemplos: Granada de Fragmentação -

Demolição 
Dano 1d10+. Quantia  1. Área 4. Custo 3. Especial/Exemplos: Dinamite -

Plástico 
Dano 1d20+. Quantia 1-3. Área 20+. Custo 4. Especial/Exemplos: C-4; Semtex; etc. Detonação diversificada [simples ou complexas]


Por disponibilidade no mercado:
Semtex 
Dano 1d10. Quantia 1. Área 10. Custo 2. Especial/Exemplos: -; Derrubar alvos (JP+mod.des -2 para não cair).

C-4 
Dano 1d10. Quantia 1. Área 10. Custo 2. Especial/Exemplos: - ; Derrubar alvos (JP+mod.des -1 para não cair).

C-4 Laminado 
Dano 1d6. Quantia 0,5. Área 5. Custo 2. Especial/Exemplos: -; Derrubar alvos (JP+mod.destreza para não cair).

Pólvora 
Dano 1d6. Quantia 1. Área 2. Custo 1. Especial/Exemplos:  -

Nitroglicerina 
Dano 1d6. Quantia 0,064. Área 5. Custo 2. Especial/Exemplos: -;  Derrubar alvos (JP+mod.des - 1 para não cair).

Granadas
Granadas-Anti-tanque 
Dano 6d6. Quantia 2-4+. Área 2-5. Custo 3+. Especial/Exemplos: -; Pode perfurar armadura de tanques e Blindados.

Granadas-Fragmentação 
Dano 4d6. Quantia 1~. Área 5. Custo 2-3. Especial/Exemplos: - ; Estilhaços.

Granadas-Concussão 
Dano 2d6. Quantia 1. Área 1-2. Custo 2-3. Especial/Exemplos: - ; Derrubar alvos (JP+mod.des - 1 para não cair). Embaixo d'água [modelo especifico] tem área 10.




Quantia: Quantidade hipotética do explosivo, 1 unidade pesaria 450g aproximadamente, mas isso depende do narrador e cenário.

Área: Número de alcance ao redor do ponto de explosão [Raio de explosão, quadrado de 1,5m]. Ou alcance em metros. [De acordo com Narração].

Granadas Anti-tanque: Munições de Lança-Rojões, Lança-granadas [Estás podem lançar munição próprias ou granadas normais], Bazucas, RPG, etc...

Observações: O apanhado aqui, se refere a uma adaptação a Old Dragon, não a outros sistemas ou a realidade.
Armas modificadas devem ser feitas pelo narrador. Fuzis/Rifles de Assalto modernos podem incluir lançadores de granadas/rojões 25mm a 30mm. Pistolas .45 e .50 podem ter um lançador acoplado [um único tiro] de munição 25mm a 30 mm. Submetralhadoras Adaptadas podem usar municiador de 12"... Dentre outras coisas que a realidade nos apresenta. Considerando que armamentos pesados militares não são Usuais em campanha, exceto em campanhas com esses objetivos...

terça-feira, 18 de março de 2014

Armaduras e Trajes. Vampiro - Old Dragon.

Armaduras e Trajes

Os custos do equipamento são modificados pelo narrador a depender do cenário e campanha.
Equipamentos sob leis de restrição não tem preço para público comum. Enquanto coletes e vestes de placas podem ser baratos [e no caso do Brasil necessitam de licenças de uso... sério! vejam só...] e achados a venda pela internet [mercado libre...]

Traje antiQBR. Traje Anti-bombas.  
Bônus de Defesa +8. RD 5. Peso 37+ kg. Redução de Movimento Para 3m. 
     


Traje Anti-Motim. Veste Militar.
Bônus de Defesa +8. RD -. Peso 8,5 kg. Redução de Movimento -.

Colete de Placas [Placas Cerâmicas]
Bônus de Defesa +6. RD -. Peso 2 kg. Redução de Movimento -

Colete Balístico 
Bônus de Defesa +4. RD -. Peso 2 kg.  Redução de Movimento -

Colete de Klevar 
Bônus de Defesa +2. RD -. Peso 2 kg. Redução de Movimento -

Roupa Reforçada 
Bônus de Defesa +1. RD -. Peso 1-3 kg. Redução de Movimento -

Escudo Balístico 
Bônus de Defesa +2. RD -. Peso 1,4 kg. Redução de Movimento -

Escudo Balístico de Placas 
Bônus de Defesa +6. RD 5. Peso 95 kg. Redução de Movimento Para 3m.