sexta-feira, 26 de março de 2010

Orbis Imperial - Feudo de Estância. Arredores.


Feudo de Estância - Cidade de Sta Luzia do Itanhy. Ainda em Arredores.

Adentrando os segredos antigos e escuridão abaixo. Percebem com horror, ou deveriam (kkkk), este entreposto macabro de escravistas do Capeta, literalmente, um culto diabólico de escravistas. Percebem a forte guarnição de defesa, por um triz, ou descuido, se vem encurralados num dos quartos sombrios e maledicentes do local, poderia ser lhes a ruína final. Mas parece que os deuses gostam de brincar nessas horas, e golpes oportunos e empurrões audaciosos leva o inimigo a uma armadilha mortal, tão logo os derrotaram puxaram os corpos para dentro do quarto em que se encurralaram, mas porta não mais havia, seguiram a tremula e macabra luz ao fim do corredor exangue e uma lareira que dava para colocar um javali atroz lhe iluminava o vasto quarto. Tão logo viram que aquele salão-quarto era por demais simplório, havia algo de errado, havia passagens que levavam por dentro do "guarda-roupa", a qual adentraram sem considerar a ameaça...
Desceram mais uma vez, um grande salão maligno e talhado brutalmente e em estilo tosco apreciado pelos cultistas, com suas curvas e interrupções abruptas e protuberantes, uma grande estatua de 5 metros, talvez, para o próprio capeta, o pervertido da escuridão. Temendo, e talvez com certa e clara certeza intuitiva, evadiram rapidamente do local, seguindo temerariamente a frente. Uma encruzilhada fora posta em seu caminho, seguiram a direção mais difícil, sem medo ou sem preocupação. Então depararam-se com um grande salão azulejado e com uma piscina e uma criatura de 3,5 m que sorrateiramente portava um grande jarro, muito medo percorreram suas espinha (isso é certo), seria um yuan-ti feminina, pois parecia, se não fosse as penas coloridas, o ousado guardião se move e pede água e é prontamente servido, os outros ficam atônitos e zombam um pouco da isolita situação. Tão logo venceram suas duvidas seguiram, quase em marcha acelerada...
Novamente a encruzilhada clamava uma decisão, seguiram ao desconhecido, passando pelas quentes paredes e estavam novamente em um amplo salão, o ar estava abafado, não estava úmido e gélido como antes, um tropa inimiga os esperava, a batalha seguiu longos e duros minutos, o trio sangrará como nunca antes, mas para sorte deles o inimigo cedeu, um ponto de fraqueza inesperada que foi aproveitada, o bárbaro clamou a força de suas ultimas poções. A batalha chegará ao fim, dois humanos se rendiam. Longo caminho a frente todavia ainda permanece...